SAÚDE TOTAL: CORPO MENTE E ESPÍRITO

Num retorno sadio e respeitoso à natureza, redescobrimos nossa identidade. Jandira Pimentel

Exercitar o corpo, descobrir aquilo que mais se adapta ao seu gosto, não fazer por obrigação, mas por prazer. EXERCITE-SE! Escolha algo mais natural, mais simples. Não precisa pagar academias caríssimas, nem se estressar mais ainda para se exercitar. Faça caminhadas pelo menos três vezes por semana, nade, ande de bicicleta, curta a paisagem, sinta o vento batendo em seu rosto, escute os pássaros, perceba as cores dos jardins, os diferentes tons de verde ao seu redor, enquanto temos!

Trabalhar seu corpo, conhecer-se - Jin Shin Jyutsu, conheça!

Exercitara mente - Descubra como tranquilizar sua mente, como se livrar do estresse, da ansiedade. Você tem as chaves, abra a porta!

"A meditação revela e cura - O estado de paz e relaxamento que alcançamos quando sentamos com a mente alerta difere fundamentalmente do estado de indolência e semiconsciência de quem descansa ou dormita. Sentar para meditar em tal estado de indolente semiconsciência, longe de estar alerta, é como estar sentado dentro de uma escura caverna. Quando sentamos com a mente alerta, não apenas nos sentimos descansados e contentes mas também superdespertos.

(Meditação Austrália - para quem sabe inglês, online, grátis, com muitos excelentes textos.)

Meditação não é evasão; é um sereno confronto com a realidade. Para praticá-la a pessoa precisa estar alerta como o motorista de um carro: se não estiver desperta, ela será arrastada pela dispersão e esquecimento, exatamente como o motorista desatento pode ser levado a causar um grave desastre. Você deve estar alerta como alguém caminhando sobre um fio de arame - qualquer descuido pode levá-lo à morte. Você deve ser como um cavaleiro medieval caminhando desarmado por uma floresta de espadas. Você deve ser como o leão que avança com passo vagaroso, brando e firme. Somente com essa total vigilância é que você poderá alcançar o despertar.

Para os principiantes, recomenda-se o método de simples reconhecimento Eu disse que esse reconhecimento deve ser feito sem julgamento: tanto a compaixão como a irritação devem ser recebidas, reconhecidas e tratadas com absoluta igualdade, pois elas são nós mesmos. A tangerina que estou comendo sou eu mesmo. A mostarda que estou plantando sou eu mesmo, eu planto com todo coração e toda alma. Eu limpo esta chaleira com a mesma atenção que daria banho no bebê Buda. Nenhuma coisa deve ser tratada com menos cuidado do que outra. Para a mente alerta, compaixão, irritação, planta de mostarda, chaleira, todos são iguais, todos são Budas.

Quando estamos dominados por tristeza, ansiedade, ódio, paixão, ou seja o que for, podemos achar difícil praticar o método de simples observação e reconhecimento. Nese caso é melhor se voltar para o método de meditar num objeto fixo, usando o próprio estado mental em que se encontra como objeto da meditação. Essa meditação revela e cura. A tristeza, a ansiedade, o ódio ou a paixão, sob a mira da nossa concentração e meditação, revelam sua própria natureza. E a revelação leva naturalmente à cura e emancipação. Se foi tristeza a causa de sua dor, use-a como meio para libertar-se da tortura e do sofrimento. Chamamos a isto: usar um espinho para remover um espinho. Devemos tratar nossa ansiedade, dor, ódio e paixão, com brandura, não resistindo, mas vivendo com eles, fazendo as pazes com eles, penetrando em sua natureza através da meditação na interdependência. O praticante imaginoso sabe como selecionar o tema de meditação que melhor corresponde a cada situação.

Temas como interdependência, compaixão, vacuidade-do-eu, desapego, todos pertencem à categoria de meditação que tem o poder de revelar e curar.

Meditar neses temas, no entanto, só pode ter resultado se tivermos um certo poder de concentração. E este poder, como já foi dito, é adquirido através da prática de alertar a mente na vida diária, observando e reconhecendo tudo o que está acontecendo conosco. O objeto da meditação deve ser algo com raízes em você mesmo; não pode ser apenas um tema para especulação filosófica. Deve ser como certo tipo de comida que precisa ser cozida por longo tempo no fogo. Coloca-se o ingrediente na panela, que é coberta com uma tampa, e acende-se o fogo. A panela somos nós mesmos, e o calor usado para cozinhar é o poder de concentração. O combustível vem da contínua prática de alertar a mente. Sem o necessário calor, a comida não cozinhará nunca. Mas uma vez cozida, ela revela sua natureza e nos ajuda a chegar à libertação." ("Para viver em paz, o milagre da mente alerta", de Thich Nhat Hanh, ed. Vozes, tradução de Odete Lara)


Curta mais a Mãe Natureza! Jandira Pimentel

CONSELHOS PRÁTICOS CONTRA A ANSIEDADE E DEPRESSÃO

Encontrado no livrinho: "Um basta à ansiedade à depressão", de Valério Albisetti, ed. Paulus. Vale a pena adquirir, tem conselhos preciosos e exercícios respiratórios.

CONTRA A ANSIEDADE

  • Diminua seu ritmo de vida.
  • Faça um momento de descanso antes das refeições (faça refeições regulares e coma alimentos sadios).
  • Descanse um pouco ao meio-dia.
  • Procure conscientizar-se de sua respiração. Perceba o ar entrando e saindo, respire profunda e lentamente. Procure se informar mais quanto a isso. Em breve colocarei mais no site sobre esse assunto.
  • Respire ar fresco e, se possível, faça exercícios ao ar livre.
  • Use a autopersuasão, procurando substituir os pensamentos negativos por outros positivos.
  • Procure domir cedo.

CONTRA A DEPRESSÃO

  • Mexa-se. Sua circulação será beneficiada com isso.
  • Não se demore na cama; levante-se todo dia à mesma hora (não depois das nove horas).
  • Mesmo não conseguindo fazer muitas coisas, faça ao menos algumas atividades.
  • Coma alimentos sadios e faça refeições regulares.
  • Procure andar pelo menos vinte minutos por dia, nas horas mais iluminadas. Seria bom se fosse uma hora, três vezes por semana, pelo menos. Não use óculos de sol. Se você não tiver condições de enfrentar um passeio, sente-se perto de uma janela aberta.
  • Treine aos poucos; esforce-se para movimentar os membros cansados; faça exercícios respiratórios.
  • Vá dormir cedo.

Lembre-se que a cada dia, de alguma forma, você está melhorando sempre mais.

A saúde também requer uma certa quantidade de:

1) Solidão (sem mágoa)

2) Silêncio exterior (ambos para auxiliar no cultivo do silêncio interior)

3) Simplicidade de vida, não necessariamente penúria, mas o uso responsável dos bens da terra de modo a não se apropriar dos bens que outros necessitam.

4) Uma disciplina de oração e ação.

5) Meditação. Visite o site Oração Centrante e aprenda a orar no silêncio do seu coração para encontrar lá o Deus Vivo.

Visite também o site IMAGICK (Tratamentos naturais para a sua saúde).

O TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR

Você tem períodos de euforia alternados com estados depressivos? Sofre de consumismo compulsivo? Procure seu médico pois você pode sofrer de Transtorno Bipolar (antigamente Psicose maníaco-depressiva). Calma, você não vai morrer disso, mas é bom saber e cuidar-se! Busque ajuda!

Muitas pessoas apresentam determinados comportamentos que fogem dos padrões habituais. Episódios de euforia alternados com depressão podem ser uma doença. Esses sintomas podem ser um transtorno...

O transtorno bipolar do humor se caracteriza pela alternância de episódios de euforia, também chamada de mania, e episódios de depressão, com períodos de normalidade nos intervalos. Na euforia ou mania, o humor da pessoa fica exaltado, com aumento de energia, irritabilidade, impaciência, falta de sono, auto-confiança exagerada, gastos excessivos, inquietação, aumento da libido, etc.

Na depressão, ao contrário, o humor da pessoa fica deprimido. Há sentimentos de medo, angústia, desinteresse, apatia, pessimismo, queda da libido, dificuldade de concentração, etc.

Somente um médico pode diagnosticar o transtorno bipolar do humor. Se você sente alterações de humor parecidas com estas, procure um médico.

O transtorno bipolar ainda não tem cura, mas pode, na maioria dos casos, ser controlado com medicamentos, a exemplo do lítio. Estima-se que aproximadamente 1 (uma) em cada 100 (cem) pessoas sofre com o transtorno bipolar do humor, que em geral começa na adolescência ou no adulto jovem, sendo raro em crianças. (Vc falou que seu sofrimento começou na adolescencia, né?) Antigamente o transtorno bipolar do humor era conhecido como psicose maníaco-depressiva, termo que foi deixando de ser usado, até mesmo por recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

No Ceará não conhecemos estatísticas acerca da doença, bem como associação de bipolares. Os doentes afetivos (como são também chamadas as pessoas que sofrem de transtorno bipolar ou unipolar (só depressão)) podem sofrer preconceitos por conta da ignorância que permeia na população em geral. Mas nada impede que o doente afetivo, se devidamente acompanhado, leve uma vida absolutamente normal, feliz e produtiva. Há estudos, como por exemplo o da professora Kay Redfield Jaminson, em seu livro " Touched With Fire: Maniac Depressive Illness and The Artistic Temperament" , que defendem uma estreita ligação entre o transtorno bipolar do humor e a criatividade. A família precisa saber o que é e como se trata o transtorno bipolar. É muito importante a coalizão do médico, da família e do paciente.

Visite o site acima. Depois volte!

Mulher, aprenda a examinar-se diariamente para prevenir o câncer de mama. Saiba mais no site CANCERDEMAMA.COM.BR
MEDICINA E SABEDORIA POPULAR

Remédio para sinusite:

Ingredientes:

100 ml de água filtrada e fervida; 1 colher de chá de sal marinho; 1 pitada de bicarbonato

Misturar tudo. Colocar em vidro de conta-gotas e colocar 1 gota em cada narina, 4 vezes ao dia.

Outro p/sinusite:

Ingredientes:

1 buchinha do norte; 500ml de álcool.

Limpar bem a buchinha do norte. Colocá-la rasgada no álcool. Deixar em infusão por 15 dias em local escuro. Coar.

Modo de usar: 20 gotas da tintura em 50 gotas de água filtrada. Pingar 1 gota em cada narina pela manhã e à noite até melhorar.